Toada do Amor (por Carlos Drummond de Andrade)

“Toada do Amor
E o amor sempre nessa toada!
briga perdoa perdoa briga.
Não se deve xingar a vida,
a gente vive, depois esquece.
Só o amor volta para brigar,
para perdoar,
amor cachorro bandido trem.

Mas, se não fosse ele, também
que graça que a vida tinha?

Mariquita, dá cá o pito,
no teu pito está o infinito.”

2 comentários Adicione o seu

  1. Jamila disse:

    É uma pena que este tipo de amor,
    assim bonitinho esteja em tamanho desuso…

    1. Jamila disse:

      Tem outra toada de amor de Caetano Veloso que acho belíssima .Expressa o desejo de amar profundidamente apesar das dificuldades implícitas nesta complexa escolha. Chama-se Quero ficar com você, alguns podem achá-la eu acho tocante. Amar assim deve ser maravilhoso….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s