Arquivo da categoria: Corpo

Vinícius, Poeta do Encontro (por Otto Lara Resende)

“Homem de bem com a vida, a favor da vida. A quem a vida nada se nega. Criador de um lirismo em prosa e verso, falado e cantado, e sempre de exaltação a vida. A canção em Vinícius nasce de um … Continuar lendo

Publicado em Corpo, Crônicas, Literatura, Música, Poesia | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

À Une Raison (por Arthur Rimbaud)

“Un coup de ton doigt sur le tambour décharge tous les sons et commence la nouvelle harmonie. Un pas de toi, c’est la levée des nouveaux hommes et leur en-marche. Ta tête se détourne : le nouvel amour ! Ta … Continuar lendo

Publicado em Corpo, Ec-sistire, Literatura, Poesia | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

A Partida (por Augusto Frederico Schmidt)

“Quero morrer de noite. As janelas abertas Os olhos a fitar a noite infinda Quero morrer de noite. Irei me separando aos poucos Me desligando devagar. A luz das velas envolverá meu rosto lívido. Quero morrer de noite. As janelas … Continuar lendo

Publicado em Corpo, Ec-sistire, Música, Mundo, vasto mundo..., Passagem das Horas, Poesia | Marcado com , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Brasão de Letra

Eu me chamo Pedro. É tudo o quanto sei de minha genealogia, mas já há aí legado demais.

Publicado em (... LITURAS PRÓPRIAS ...), Amor, Ódio e Ignorância, Corpo, Diário, Ec-sistire | Marcado com , , , , | 4 Comentários

A Morte do Cisne, a Morte da Arte

Le Carnaval des Animaux é uma peça de Camille Saint-Saëns datada do já distante 1886. Sua beleza que desconhece o envelhecimento a torna atualíssima e capaz de nos comover quase 150 anos depois de passado o contexto de sua produção. … Continuar lendo

Publicado em (... LITURAS PRÓPRIAS ...), Belas Artes, Corpo, Música | Marcado com , , , , , , , , , , | 24 Comentários