Arquivo da tag: Riobaldo

Carta a um amigo enfermo

Queridíssimo amigo, Sua mensagem me enche de alívio pelo que comporta de auspiciosa quanto ao afastamento do que (me parece) de mais grave poderia implicar em um diagnóstico. Afastada a tumoração, entendo que muito provavelmente o outro diagnóstico (qualquer que … Continuar lendo

Publicado em (... LITURAS PRÓPRIAS ...) | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Fragmento de Sertão

“Eu estava de sentinela, afastado um quarto-de-légua, num alto retuso.  Dali eu via aquele movimento: os homens, enxergados tamanhinho de meninos, numa alegria, feito nuvem de abelhas em flor de araçá, esse alvoroço, como tirando roupa e correndo para aproveitaremde … Continuar lendo

Publicado em Literatura | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Graciliano Ramos no IMS

O Instituto Moreira Salles nos presenteia com a narração de preciosos fragmentos de Graciliano Ramos que empapam nossa alma dos recônditos ensolarados do Sertão Graciliano. O Sertão é o mundo e para nossa literatura representa o mesmo que o Mar … Continuar lendo

Publicado em (... LITURAS PRÓPRIAS ...), Literatura, Mundo, vasto mundo..., Sertão | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Mães: origem e fim do mundo

Hoje, no dia das mães, celebramos aquela associada à vida: a porta do mundo por onde o adentramos em uma fantasia coletiva de ponto de convergência e segurança tão bem expressa por Guimarães Rosa no fragmento abaixo. “Mas Diadorim mais … Continuar lendo

Publicado em (... LITURAS PRÓPRIAS ...), Amor, Ódio e Ignorância, Mundo, vasto mundo... | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

Paisagens do Sertão de Rosa

Sertão é isso: o senhor empurra para trás, mas de repente ele volta a rodear o senhor dos lados. O que é de paz, cresce por si: de ouvir boi berrando à forra, me vinha idéia de tudo só ser … Continuar lendo

Publicado em Amor, Ódio e Ignorância, Belas Artes | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário