Arquivo da tag: Machado de Assis

Plebiscito (conto de Arthur de Azevedo)

“A cena passa-se em 1890. A família está toda reunida na sala de jantar. O senhor Rodrigues palita os dentes, repimpado numa cadeira de balanço. Acabou de comer como um abade. Dona Bernardina, sua esposa, está muito entretida a limpar … Continuar lendo

Publicado em Amor, Ódio e Ignorância, Vida na Polis | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Círculo Vicioso (por Machado de Assis)

“Bailando no ar, gemia inquieto vaga-lume: – Quem me dera que fosse aquela loura estrela, que arde no eterno azul, como uma eterna vela! Mas a estrela, fitando a lua, com ciúme: – Pudesse eu copiar o transparente lume, que, … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Jayme Ovalle

Algumas figuras queridas, dessas que iluminam a noite em que a humanidade (e em particular a brasilidade) se afunda possuem menções desmerecidamente resumida por este blog. É certo que o tempo haverá de fazer justiça a estes amigos e que … Continuar lendo

Publicado em (... LITURAS PRÓPRIAS ...), Ec-sistire, Fraternidade, Literatura, Mundo, vasto mundo..., Procura da Poesia | Marcado com , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Viver! (por Machado de Assis)

Tenho a felicidade de pagar agora, com o preço do meu escasso tempo, um dos muitos cheques sem fundo que emiti desde a abertura deste blog. Explico-me: prometi há tempos fazer referência aos meus orixás de cabeça, aqueles que sustentam … Continuar lendo

Publicado em (... LITURAS PRÓPRIAS ...), Ec-sistire, Mundo, vasto mundo..., Passagem das Horas, Satiricômico | Marcado com , , , , | 2 Comentários