Arquivo do mês: março 2011

Único Fato

Elias Canetti, o humanista búlgaro, fez merecer, com a aguda ponta de sua pena que furava a carne e adentrava a alma, o Nobel que recebeu. Sua presença nesse blog já era há muito desejada e eu imaginei que sua … Continuar lendo

Publicado em (... LITURAS PRÓPRIAS ...), Amor, Ódio e Ignorância, Ec-sistire, Literatura | Marcado com , , , , | 6 Comentários

José, para onde?

Em ao menos dois intensos e pungentes momentos o grande itabirano viu-se encarnado em sua emblemática e imaginária figura José. Há um José em cada canto de nossa vida. De cada curva de nossa alma José nos espreita com olhos … Continuar lendo

Publicado em (... LITURAS PRÓPRIAS ...), Amor, Ódio e Ignorância, Ec-sistire, Poesia | Marcado com , , , , , | 7 Comentários

Alta Cirurgia (por Carlos Drummond de Andrade)

“O cão com dois corações vagueia pela cidade: um coração de artifício e o coração de verdade. Exulta a ciência, que obrou tamanha curiosidade: metade é glória da URSS, do Brasil a outra metade. Se o cão é a doçura … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Saudades do Carnaval

O poeta Ascenso, no ventre de sua poesia, registra em relação aos dias momescos a mesma saudade que vejo ir embora junto com o colorido dos papéis que esvoaçam picados: a nostalgia. Saudades não do Carnaval (que está aí), senão … Continuar lendo

Publicado em (... LITURAS PRÓPRIAS ...), Poesia | Marcado com , , , | 8 Comentários

Espreitação Bovina

Drummond imagina um simples boi que, de sua ruminação paciente e silenciosa, observa nossa agitação. Sobretudo nesses carnavalescos tempos onde a multidão esconde sua solidão regredindo à ancestralidade da tribo e do totem (que em última instância é o que … Continuar lendo

Publicado em (... LITURAS PRÓPRIAS ...), Poesia | Marcado com , , , | 6 Comentários