Hotel Toffolo (por Carlos Drummond)

“E vieram dizer-nos que não havia jantar.
Como se não houvesse outras fomes
e outros alimentos.

Como se a cidade não nos servisse o seu pão
de nuvens.

Não, hoteleiro, nosso repasto é interior
e só pretendemos a mesa.
Comeríamos a mesa, se no-lo ordenassem as Escrituras.
Tudo se come, tudo se comunica,
tudo, no coração, é ceia.”

5 comentários Adicione o seu

  1. Clegiane Santos B. Dantas disse:

    “E vieram dizer-nos que não havia jantar. Como se não houvesse outras fomes e outros alimentos.” Versos perfeitos, tradução das muitas fomes que sentimos ao longo da vida… Fome de respeito, de paz, de sonhos, de esperança e especialmente, a fome de sermos nós mesmos…

    1. Pedro Gabriel disse:

      E a fome de companhia, Clegiane. Dessa não podemos esquecer.

      1. Clegiane Santos Bezerra Dantas disse:

        Com certeza, essa é impossível esquecer, pois nos dar vida.

    1. Pedro Gabriel disse:

      Tudo nos é celebração. O mundo é mágico, nos garante Guimarães Rosa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s