Único Fato

Elias Canetti, o humanista búlgaro, fez merecer, com a aguda ponta de sua pena que furava a carne e adentrava a alma, o Nobel que recebeu. Sua presença nesse blog já era há muito desejada e eu imaginei que sua introdução seria na forma de um comentário sobre seu genial Die Befristeten (“Os que têm…

Orelhas Freudlacanianas

A JORNADA: “Jornada Freud Lacaniana” é um significante criado a partir dos desdobramentos de reflexões e trocas que se já se vivia em Recife e arredores mediante o estabelecimento de laços entre várias instituições e grupos de estudo que têm a clínica Psicanalítica como ponto de referência. Desde 1995, a Jornada acontece anualmente sempre se…

O Aniversário de Clarice Lispector nos Lembra: ninguém nasce pra ser feliz

Chovendo no molhado anuncio o que já corre solto pelas curvas impalpáveis da Internet: se viva, Clarice Lispector completaria na manhã de hoje belos 90 anos. Reconhecedor que sou da importância maiúscula de Clarice para a nossa prosa e admirador contumaz de sua personalidade incrivelmente lúcida sou, não obstante, um quase desconhecedor de sua obra….

A queda e a errância ou “como assim não há relação sexual”?

Num trecho célebre de Ser e Tempo (uma das obras máximas de nossa época), Martin Heidegger usa a metáfora da queda (de-cadência/verfallen) para exprimir a existência humana. O termo decadência não exprime nenhuma avaliação negativa: implica antes numa espécie de determinação existencial constituindo, no seio de seu movimento, características do Ser do Homem. Num momento…