Soneto Inglês n° 1 (por Manuel Bandeira)

Máscaras tradicionais do carnaval veneziano

“Quando a morte cerrar meus olhos duros
– Duros de tantos vãos padecimentos,
Que pensarão teus peitos imaturos
Da minha dor de todos os momentos?

Vejo-te agora alheia, e tão distante:
Mais que distante – isenta. E bem prevejo,
Desde já bem prevejo o exato instante
Em que de outro será não teu desejo,

Que o não terás, porém teu abandono,
Tua nudez! Um dia hei de ir embora
Adormecer no derradeiro sono.
Um dia chorarás… Que importa? Chora.

Então eu sentirei muito mais perto
De mim feliz, teu coração incerto.”

* Ouça aqui o Soneto Inglês n° 1 narrado por Juca de Oliveira

Anúncios

Sobre Pedro Gabriel

www.lituraterre.com
Esse post foi publicado em Amor, Ódio e Ignorância, Poesia e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Soneto Inglês n° 1 (por Manuel Bandeira)

  1. Só chore, entre em contato com o real.
    Poema maravilhoso.

    • Pedro Gabriel disse:

      Um dos mais belos de Bandeira. Ele queria muito compor versos conforme essa métrica. Nas suas cartas solicitou a ajuda de Vinícius que era poeta e conhecia poesia inglesa inloco. Infelizmente só conseguiu compor dois. O segundo é outra jóia. Qualquer dia ele aparece por aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s