Pessoa de Jobim

A Música em Pessoa, 1985, Biscoito Fino

Abaixo compartilho a versão de “Do Vale a Montanha” idealizada por Jobim para o “Cavaleiro Monge” de Fernando Pessoa. É parte de um disco extraordinário da Biscoito Fino chamado “A Música em Pessoa” onde temos o prazer semi-orgástico de ouvir Jobim em Pessoa, ou seja, o piano do nosso Tom sobre a base poética de Fernando Pessoa. Não estranharia se um dia a Ethologia descobrir que o processo evolutivo não foi tão caótico assim orientado, como geralmente se pensa, pelo binômio acaso e necessidade. Não me admiraria se algum cientista, desses cheios de verdade, um dia acordasse e descobrisse que nossos institntos mais naturais caminham e tendem para Jobim. Creio firmemente que nossos ouvidos distinguiram-se de brânquias ou guelras, no curso de nossa atribulada evolução, dando lugar ao sentido auscutativo unicamente para que Jobim pudesse abrir seu piano e consertar com sua música o vácuo de erros que é o mundo. Sim. Nascemos para a Bossa Nova. Evoluímos para a ela chegar; involuímos para dela fugir; e o piano de Jobim é o centro mágico e harmônico de nossa humanidade.

DO VALE À MONTANHA
(Letra de Fernando Pessoa; Música de Antônio Carlos Jobim)

“Da montanha ao monte,
Cavalo de sombra,
Cavaleiro monge,
Por casas, por prados,
Por Quinta e por fonte,
Caminhais aliados.
Do vale à montanha,
Da montanha ao monte,
Cavalo de sombra,
Cavaleiro monge,
Por penhascos pretos,
Atrás e defronte,
Caminhais secretos.

Do vale à montanha,
Da montanha ao monte,
Cavalo de sombra,
Cavaleiro monge,
Por planos desertos
Sem ter horizontes
Caminhais libertos.

Do vale à montanha,
Da montanha ao monte,
Cavalo de sombra,
Cavaleiro monge,
Por índios caminhos,
Por rios sem pontes,
Caminhais sozinhos.

Do vale à montanha,
Da montanha ao monte,
Cavalo de sombra,
Cavaleiro monge,
Por quanto é sem fim,
Sem ninguém que o conte,
Caminhais em mim.”

Anúncios

Sobre Pedro Gabriel

www.lituraterre.com
Esse post foi publicado em (... LITURAS PRÓPRIAS ...), Amor, Ódio e Ignorância, Belas Artes, Música e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Pessoa de Jobim

  1. Margarida disse:

    Seu blog é um dos poucos lugares nesse mundo virtual nos últimos tempos, em que consigo ver doçura, delicadeza, humanidade, sem deixar de falar as verdades um tanto cruas da vida, e que foge totalmente ao modelo agressivo, venenoso adotado por tantos outros por aí que parecem se preocuparem mais em incitar. Eu não estaria lhe escrevendo aqui, pois realmente preferia ficar lhe acompanhando caladinha, mas é que tenho me deparado com tantas coisas, que quis compartilhar que em momentos em que me sinto verdadeiramente encurralada, aqui serve meio que um porto de paz e de serenidade… Por favor, escreva, continue, tem muita gente por aí precisando disso.

    Acho que o mundo anda nomeando muitos demônios por aí, mas esse mundo de demônios que construíram por aí, não é o mesmo que compartilho, prefiro acreditar que o que chamam de demônios sejam apenas a representação crua do estado mais bruto, aberto e humano do ser.

    Obrigada por oferecer esse lugar tão sublime.

    • Pedro Gabriel disse:

      Margarida, suas palavras generosas renovam o sentido desse blog. Lacan, apoiado por uma peça homônima de James Joyce, costumava dizer que somos “Exilados” sendo a nossa jornada por essa estranha terra uma tentativa de apagar os traços de nossa exclusão. Se há algum canto do mundo, real ou virtual, que nos dá uma trégua da febre que é viver e nos dá o semblant de companhia… que lugar melhor haveria no mundo? Acredite, eu sou o maior beneficiado dessa empreitada justamente por mensagens como esta sua.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s