Informe aos Lituronautas

Informo aos visitantes que acabo de localizar e consertar um erro nas entranhas dos maquinismos deste blog. Induzido pela gentileza de um dos novos lituronautas (coisa tão incomum em nossa gente mas tão habitual na colmeia dos meus nobilíssimos visitantes) que de modo muito camarada me alardeou o mal funcionamento, pude acertar os parafusos do…

Poema de Dia dos Pais

Poema de Finados (por Manuel Bandeira) ———————————————– “Amanhã que é dia dos mortos Vai ao cemitério. Vai E procura entre as sepulturas A sepultura de meu pai. Leva três rosas bem bonitas. Ajoelha e reza uma oração. Não pelo pai, mas pelo filho: O filho tem mais precisão. O que resta de mim na vida…