Das Vantagens de Ser Bobo (por Clarice Lispector)

“O bobo, por não se ocupar com ambições, tem tempo para ver, ouvir e tocar o mundo. O bobo é capaz de ficar sentado quase sem se mexer por duas horas. Se perguntado por que não faz alguma coisa, responde: “Estou fa- zendo. Estou pen- sando.” Ser bobo às vezes oferece um mundo de saída…

Recado ao Senhor 903 (por Rubem Braga)

  “Vizinho, Quem fala aqui é o homem do 1003. Recebi outro dia, consternado, a visita do zelador, que me mostrou a carta em que o senhor reclamava contra o barulho em meu apartamento. Recebi depois a sua própria visita pessoal – devia ser meia-noite – e a sua veemente reclamação verbal. Devo dizer que…

Jayme Ovalle

Algumas figuras queridas, dessas que iluminam a noite em que a humanidade (e em particular a brasilidade) se afunda possuem menções desmerecidamente resumida por este blog. É certo que o tempo haverá de fazer justiça a estes amigos e que assim que eu me desvencilhar de um par de atribuições eles serão evocados com o…

Juliana Albuquerque Katz, o Segundo Verso de Minha Irreparável Solidão

Passar anos sem ter com quem falar a própria língua é um exílio agudo dentro do próprio silêncio, diz Affonso Romano iniciando sua imorrível crônica. Com este mote homenageio menos o cronista mineiro e mais Juliana Albuquerque Katz, minha “outra Dinamarquesa”: a que comigo fala a inefável língua do intercâmbio que alimenta a alma e disfarça a irreparável…

O Nascimento da Nova França

É de uma doçura às vezes fácil isso de ir aprendendo devagar e displicentemente a se guiar nesta vida tropeçando o mínimo. Às vezes, entretanto (quase sempre), viver se mostra uma coisa que vai acontecendo triste e propensa ao naufrágio cotidiano no mar viscoso do todo dia. Qual é então o valor de prosseguir nessa…